Marcelo Rebelo de Sousa faz ULTIMATO a António Costa: “ou muda de vida ou há eleições”

O presidente da república, sempre ponderado nas suas acções e intervenções, nunca foi tão duro nas suas afirmações como ontem! Portugal jantava quando Marcelo falou ao país, e deixou António Costa um ultimato: "ou muda, ou então haverá eleições antecipadas. "


ATENÇÃO! A 1xBet está a oferecer 100€ aos novos clientes! Nesta casa podes podes até assistir a centenas de jogos enquanto fazes o teu prognóstico. Regista-te aqui!

marcelo

A forma de António Costa lidar com as catástrofes que assolaram o país e que já fizeram mais de 100 vítimas incomodaram o presidente, e Marcelo fez saber que se essa abordagem aos problemas não começar a ser feita de forma mais profissional, irá exercer a plenitude dos seus poderes constitucionais para que o país tome outro rumo, que é como quem diz, demite o governo ou dissolve a Assembleia da República.

Marcelo diz que foi para isso que foi eleito, e que foi esse o compromisso que assumiu perante os portugueses que o elegeram e que dele não esperam outra coisa senão zelar pelo superior interesse do país, é uma imposição, adianta: “impõem-me essa responsabilidade os mais de 100 portugueses que antes deste verão tinham tantos sonhos e projectos de vida, e que não chegaram ao dia de hoje”.

O presidente espera que o governo tenha aprendido, e que retire de todas as consequências das tragédias, mas de todas mesmo, uma lição. A conclusão do relatório da comissão parlamentar independente é clara e aponta os problemas existentes, o governo comprometeu-se a retirar ilações desse relatório, e Marcelo espera que o governo assim o faça, e rapidamente.

A forma como o governo lidou com as catástrofes, com a habitual frieza do PM António Costa(muitas das vezes de sorriso nos lábios quando se dirige aos portugueses), assim como a alusão às “férias que não teve” e do pedido de “resiliência” às populações em chamas da ministra da Administração Interna, ou até mesmo as declarações do secretário de Estado Jorge Gomes “os cidadãos não podem estar à espera dos bombeiros” terão sido a faísca que fez o presidente a tomar uma posição.

VEJA TAMBÉM:  Bronca na TVI: Submeteu-se à Máquina da Verdade e foi Apanhada a Mentir em Directo

Marcelo exige uma remodelação no governo(a começar pela demissão implícita da ministra), e com uma ponderada escolha de quem vai ocupar os cargos: “inevitavelmente obrigará o governo a ponderar ‘o quê’, ‘quem’, ‘como’ e ‘quando’ melhor serve esse ciclo”. Segundo o presidente, até agora o governo tem demonstrado que nada aprendeu com o que de essencial se passou no país.

A qualquer momento aguarda-se a resposta de António Costa ao discurso do presidente.

Créditos foto de capa: sol.sapo.pt
180 pessoas gostam disto. Sê o primeiro entre os teus amigos.

Utilizamos cookies para assegurar que tem uma melhor experiência ao visitar o nosso website