Tem o Seguro do Carro do seu Filho(a) em seu nome? É melhor ter Cuidado!

Ter o seguro do carro do filho(a) em nosso nome é um hábito muito comum, mas que pode trazer sérios problemas e avultadas despesas! É importante estar ciente das consequências que pode vir a ter quando apenas pretende poupar algum dinheiro!


JÁ SABIAS?

A 1xbet agora oferece 130€ a novos clientes! Além disso, na 1xbet podes assistir a transmissões de jogos ao vivo! Regista-te aqui!

toque

Se tem o seguro do carro do seu filho em seu nome, saiba que pode vir a ter sérios problemas! Por norma muitos pais até sugerem isto aos seus filhos nos primeiros anos de carta, pois como todos sabemos, ter menos de 25 anos e/ou carta há menos de 2 anos, agrava o montante a pagar pelo seguro em quase o dobro do preço. Mas tal facto pode vir a ter sérias consequências para a sua carteira, e em casos extremos pode ter problemas ainda maiores!

Este hábito apesar de resultar para a maioria das pessoas por uma questão de sorte, é fortemente desaconselhado. Um estudo da DECO e pelo Diário Económico realça precisamente os perigos que existem em ter o seguro da viatura em nome de um dos pais, mais recentemente um artigo do Jornal de Negócios faz menção precisamente a isso:

“É comum o valor do seguro aumentar no caso de condutores com menos de 25 anos, com carta de condução há menos de 2 anos, pode duplicar o valor ou até mesmo acima do dobro. Devido a isto, muitos dos pais fazem o seguro pelos filhos declarando serem os condutores habituais da viatura. Em caso de acidente, a companhia de seguros pode alegar que foram prestadas falsas declarações e recusar-se a pagar os danos causados.

VEJA TAMBÉM:  Vídeo mostra o momento em que o Avião aterra na Costa da Caparica

Quando existe um sinistro a seguradora pode iniciar uma averiguação – especialmente se a quantia a pagar pela mesma for avultada – para apurar se as declarações prestadas no contrato foram as correctas – e acredite, eles descobrem – e caso concluam que o segurado prestou falsas declarações, pode recusar-se a pagar ou solicitar uma franquia superior à contratada.

É claro que as companhias de seguros não vão perder tempo a averiguar todos os “toquezinhos” que ocorrem diariamente nas nossas estradas, mas é preciso ter em mente que quando existe um acidente, pela própria natureza da palavra, nós não controlamos as suas consequências, e estas podem ser bem graves!

Imagine que não é um “toquezinho” daqueles só com chapa, mas que existem consequências para os terceiros envolvidos, com despesas de hospital, indemnizações, ou que se trata de um carro de elevado valor. Pode ter a certeza que nesses casos a companhia de seguros vai averiguar antes de pagar, e pode ter de ser você a ter de pagar tudo! Mais, caso não tenha dinheiro para pagar os prejuízos sabe o que pode acontecer? Isso mesmo…bens penhorados, ou em casos extremos pode ter sérios problemas com a justiça e ir passar umas “férias forçadas”.

Todos andamos a tentar poupar alguns euros nestes tempos difíceis, mas é preciso muito cuidado com as decisões que tomamos!

Partilha nas redes sociais!

Utilizamos cookies para assegurar que tem uma melhor experiência ao visitar o nosso website