Temos 220 generais pagos a peso de OURO… 13,9 milhões de euros é quanto custam ao contribuinte!

Com os números recentemente divulgados, podemos concluir que temos o país muito bem guardado! O Ministério da Defesa Nacional(MDN) tem 220 generais ao serviço, o que faz com que Portugal seja um dos países mais seguros do mundo! Ainda você se queixa…só há um senão…tanto os que estão ao serviço, como os aposentados têm todos salários milionários!


JÁ SABIAS?

A 1xbet agora oferece 130€ a novos clientes! Além disso, na 1xbet podes assistir a transmissões de jogos ao vivo! Regista-te aqui!

São 106 militares no topo das suas carreiras, e 114 aposentados. São “poucos” os que estão no activo, e muitos os que estão na reserva. Os que se encontram ao serviço trabalham de sol a sol para dar a atenção merecida a cada concelho do país, sendo que para cada 3 concelhos existem apenas 2 generais.

Não se passa nada!

Somando os custos directos, ajudas de custo e que mais regalias que estes senhores usufruem, o custo para o erário público ascende aos quase 14 milhões de euros, verba que sai directamente dos cofres do estado…sim, daquele sítio para onde você e todos nós descontamos, e para o qual pagamos impostos. É preciso quem defenda o país…e já agora os cofres? Também! Pois claro…

De entre todo o tipo de custos directos, imputáveis sem dúvida a estes homens e suas condições desde rendimentos a suplementos e despesas de representação, o seu valor quase atinge os 14 milhões de euros, originários do erário público, óbvio, haja quem nos defenda o país… e os cofres? Também.

generais_portugueses

O Correio da Manhã adianta ainda que, segundo o ministro da defesa, Azeredo Lopes, o país pode ficar ainda mais seguro! Isto porque existem menos 9 brigadeiros-generais e menos 5 tenentes-generais do que os que estavam definidos para este ano, e que ainda não foram colocados/promovidos visto o governo estar a poupar.

VEJA TAMBÉM:  Gesto de Rodrigo Guedes de Carvalho ao encerrar o jornal está a COMOVER o País

Há portanto motivo para nos preocuparmos com a “defesa pública” e até para apresentar uma queixa junto do Tribunal Europeu por ‘omissão na defesa pública’. Se tivermos em conta que grande parte do país sofre com a desertificação, e que a floresta este ano sofreu bastante com os incêndios, o interior do país tornou-se algo “desinteressante”, e seria lógico pensar que os 63.600 euros/ano/general(valor médio) são suficientes para nos defender de uma possível invasão, mas se tivermos em conta que o ano passado tínhamos menos 13 generais do que os 119 que são necessários no quadro…corremos sérios riscos de sermos invadidos! 13 é o número do azar…não se deve brincar com isso…

Questionado o MDN acerca da despesa, o MDN nada adiantou…no entanto podemos apurar que é bom estar na reforma em vez de estar a trabalhar, uma vez que dos 14 milhões/ano, 6,7 milhões(quase metade) vai directo para as pensões dos 114 elementos aposentados. Poupa-se? Sim…sempre existem menos algumas viaturas topo de gama a circular!

Será que o país está seguro? Pensamos que sim…pelo menos os cofres estão!

Fonte: Adaptação do artigo de José Nogueira em cmjornal.pt

Partilha nas redes sociais!

Utilizamos cookies para assegurar que tem uma melhor experiência ao visitar o nosso website